ESPECIALISTA EM COMMODITIES
DESDE 1989

Atendimento

33 3331 1000

CHARBEL NEWS

Arroz

Arroz : Exportações em setembro são maiores do ano

09/10/2017 - 8h32

As melhoras nas exportações mais o mecanismo da PEP (prêmio de escoamento da produção) que deverá  ser anunciada em breve pelo governo, ajudam a sustentar os preços do arroz em casca.

Uma Ótima semana !

Charbel Felipe Silva 

Exportações em setembro são as maiores do ano

As exportações brasileiras de arroz (base casca) em setembro/2017, o sétimo mês do ano-safra 2016/2017, que iniciou em 1º de março de 2017 e se encerrará em 28 de fevereiro de 2018, reagiram e atingiram o maior nível do ano-safra atual, com 109.368 toneladas (base casca) embarcadas, 75% acima do registrado no mesmo mês do ano anterior (setembro/2016). Em relação ao mês anterior (agosto/2017), as exportações cresceram 80%.

                   

 

Em setembro, as exportações voltaram a superar as importações, pela segunda vez neste ano-safra. Desde o início deste ano-safra, em março de 2017, as exportações haviam superado as importações apenas no mês de julho. No acumulado dos sete primeiros meses do atual ano-safra 2016/2017, entre março e setembro, as exportações brasileiras de arroz ainda apresentam recuo de 20% em relação ao mesmo período da temporada passada, totalizando 487.391 toneladas (base casca), contra 611.759 toneladas (base casca) no ano anterior.

 

As exportações de setembro/2017 ficaram 47% acima da média mensal de embarques no ano-safra 2015/2016, que foi de 74.561 toneladas (base casca). As exportações de quebrados responderam por 46% do volume base casca embarcado em setembro, os embarques de produto beneficiado responderam por 29% e as vendas externas de arroz em casca representaram 25% do total, com destaque para 27 mil toneladas embarcadas para a Nicarágua.

 

Mesmo com exportações voltando a superar as importações em setembro, no acumulado dos sete primeiros meses do atual ano-safra 2016/2017, ainda permanece um déficit na balança comercial do setor, de 259.134 toneladas (base casca). Dessa forma, no acumulado da atual safra, o Brasil segue como importador líquido de arroz, com importações (746.524 toneladas base casca) superando largamente o volume exportado (487.391 toneladas base casca).Fonte: Carlos Cogo Consultoria