ESPECIALISTA EM COMMODITIES
DESDE 1989

Atendimento

33 3331 1000

CHARBEL NEWS

Açucar

Açúcar : preços avançam com entressafra mais longa

14/11/2017 - 12h15

Açúcar segue muito firme. Melhora do cenário internacional, etanol mais competitivo, início da entressafra e etc. O mercado doméstico estava trabalhando "da mão pra boca " (varejo comprando somente o giro) até agosto, depois de sucessivas baixas, não prevista pela mercado. Com a percepção que os preços estavam "no fundo do poço " o varejo aumentou de forma expressiva os volumes de compras a partir de setembro, continuou em outubro e novembro, fato que colaborou muito para as altas, que podem ser mais moderadas por esses dias ou até estabilizar.

Abraço

Charbel Felipe Silva.

Açúcar: preço avança com entressafra mais longa

Em São Paulo, no mercado spot, o preço do açúcar cristal registra alta expressiva nos últimos dias. O Indicador CEPEA/ESALQ, cor Icumsa de 130 até 180 (estado de São Paulo), que estava no patamar de R$ 58,00 por saca de 50 Kg nos primeiros dias do mês, está cotado na faixa de R$ 64,00 por saca de 60 Kg. Até o final de novembro, mais da metade das usinas do estado de São Paulo já terá encerrado a moagem da cana-de-açúcar da safra 2017/2018. Esse pode ser um dos principais motivos para a elevação dos preços do açúcar no mercado spot, uma vez que a entressafra deve ser mais prolongada em relação à temporada anterior. Além disso, os compradores têm cedido à alta dos preços, sendo que o volume captado nas negociações vem se mantendo estável.

 

O Indicador CEPEA/ESALQ registra forte avanço de 8,31% nos últimos sete dias, cotado a R$ 64.03por saca de 50 Kg. Quanto ao mercado internacional, os preços do açúcar demerara na Bolsa de Nova York registam alta, com pequenos avanços a cada dia e quase atingindo 15,00 centavos de dólar por libra-peso. As cotações futuras foram impulsionadas pelo aumento no preço da gasolina no mercado brasileiro. Desde julho/2017, a Petrobras vem reajustando os preços do combustível no País, de acordo com as cotações internacionais do petróleo. Com a gasolina mais cara, o etanol ganha competitividade e estimula usinas a destinarem um volume maior de matéria-prima para a produção do biocombustível, em detrimento da produção do açúcar, o que pode reduzir a oferta.

 

Na Bolsa de Nova York, o contrato Março/2018 do açúcar demerara registra alta de 4,2% nos últimos sete dias, cotado a 15.15 centavos de dólar por libra-peso. O Indicador de Açúcar Cristal ESALQ/BVMF, referente ao produto posto no Porto de Santos (SP) ou com custos equivalentes, sem impostos, cor Icumsa máxima de 150, que inclui vendas domésticas e para exportação, apresenta avanço de 6,34% nos últimos sete dias, cotado a R$ 64,06 por saca de 50 Kg. Fonte: Cepea. Adaptado por Carlos Cogo Consultoria Agroeconômica.