ESPECIALISTA EM COMMODITIES
DESDE 1989

Atendimento

33 3331 1000

33 99977-1002

CHARBEL NEWS

Açucar

Açúcar : Preços de 2017/2018 é o menor desde 2008

03/04/2018 - 9h05

Açúcar, preço de 2017/2018 é o menor desde 2008.Tudo indica que teremos um ano de volatilidade de preços, mas abaixo dos atuais, é difícil de imaginar.

Charbel Felipe Silva 

Açúcar: preço de 2017/2018 é menor desde 2008 

Oficialmente, a safra 2017/2018 foi encerrada em março, mês em que o Indicador do açúcar cristal CEPEA/ESALQ (cor Icumsa de 130 até 180) teve média de R$ 51,32 por saca de 50 Kg, a menor média das últimas dez temporadas, em termos reais. O patamar de março passado não era observado desde dezembro/2008, quando a média do Indicador foi de R$ 51,48 por saca de 50 Kg (valores deflacionados pelo IGP-DI de fevereiro/2018). O recuo dos preços esteve atrelado à oferta de açúcar em volume suficiente para atender à demanda nos meses de entressafra. Nas últimas duas semanas, especificamente, os preços do cristal voltaram a subir no mercado spot em São Paulo, influenciados pelo aumento da busca de açúcar por parte de compradores.

 

Por enquanto, as usinas no estado de São Paulo que deram início à moagem da cana-de-açúcar da nova safra 2018/2019 têm priorizado a produção do etanol. O Indicador CEPEA/ESALQ, cor Icumsa de 130 até 180, registra alta de 3,27% nos últimos sete dias, a R$ 53,48 por saca de 50 Kg. Na Bolsa de Nova York, os preços do açúcar demerara continuam caindo, pressionados pela boa recuperação da produção da commodity nos continentes asiático e europeu. Além disso, a apreciação do dólar frente ao Real também influencia a queda externa, à medida que estimula as exportações brasileiras do açúcar. Vale ressaltar, no entanto, que expectativas de redução na produção brasileira de açúcar podem amenizar o movimento de queda nas cotações internacionais.

 

O mix de produção das usinas para a temporada 2018/2019 deverá ser mais favorável ao etanol, devido ao aumento do consumo do biocombustível no Brasil. A mudança no mix, a baixa renovação dos canaviais e chuvas irregulares podem resultar em queda na produção de açúcar, de cerca de cinco milhões de toneladas frente à safra passada (2017/2018). Nos últimos sete dias, o açúcar demerara (contrato Maio/2018) registra recuo de 1,75% na Bolsa de Nova York, cotado a 12,35 centavos de dólar por libra-peso. Em São Paulo, no atacado, o Indicador de Cristal Empacotado está cotado a R$ 6,08 por saca de 5 Kg, queda de 0,58% nos últimos sete dias.  Fonte: Cepea. Adaptado por Carlos Cogo Consultoria Agroeconômica.